Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > "CARF não ficou parado", afirma o presidente Carlos Alberto Barreto

Notícias

"CARF não ficou parado", afirma o presidente Carlos Alberto Barreto

por publicado: 07/12/2015 16h56 última modificação: 08/09/2016 15h21

O "CARF não ficou parado", afirmou o presidente, Carlos Alberto Barreto, durante sua fala na tarde de hoje,7/12, ao dar início oficialmente à retomada das sessões de julgamento do órgão. 

De acordo com Barreto, "durante o período em que as sessões ficaram suspensas, foi intenso o trabalho nas atividades de formalização de acórdãos e exames de admissibilidade de recursos especiais. Esse esforço se refletiu no volume do acervo que não cresceu exponencialmente enquanto as sessões estiveram suspensas". 

Outro ponto de significativa evolução do órgão, apontada por Barreto, foi a melhor definição dos critérios de prioridade para sorteio, relatoria e julgamento de processos a partir da publicação da Portaria CARFnº 62 de 5 de novembro de 2015. 

Segundo o presidente do CARF, o maior desafio da instituição é recuperar a reputação e a imagem após a crise que se instalou, a partir das investigações da Operação Zelotes. Essa incerteza, que inegavelmente afeta a imagem do órgão, traz a urgente necessidade de se fortalecer mecanismos que garantam a integridade institucional. "Estamos trabalhando intensamente nesse sentido", afirmou.  

Para ele, o desafio que se  coloca é sobretudo o de não permitir o retorno de velhas e condenáveis práticas que geram desconfianças e afetam o ambiente de negócios e os critérios de conformidade.

Clique aqui para acessar apresentação sobre a evolução do estoque de processos. 

Clique aqui para acessar slides sobre a portaria CARF nº 62/2015, que trata de critérios para distribuição de processos por Sessão de Julgamento.